A responsabilidade da escrita

“Você é uma obra de arte. Nem todos vão te entender, mas os que te entenderem, nunca vão esquecer de você.”

Já vi essa frase diversas vezes, mas nunca descobri a quem ela realmente pertence. Porém, nesse momento, ela faz mais sentido do que nunca.

Se comprometer com a escrita já é algo extremamente complicado, mas se comprometer em dividir sua escrita é quase desesperador.

Aqui eu compartilho meus sentimentos, pensamentos e principalmente quem eu sou. Em cada textos acabo deixando um pedaço meu, pedaço esse que está sendo eternizado de alguma forma. E isso acaba me tornando tão vulnerável ao resto do mundo. Porém, ao mesmo tempo, existe aquele conforto de que aquelas palavras que você escreveu podem acabar ajudando alguém, podem ser exatamente o que a pessoa precisava naquele momento em que se deparou com aquilo.

A escrita é quem eu sou, o que eu sou. E quando me vejo confusa ou perdida com o que eu sinto, ela simplesmente não flui para fora de mim. Escrever é se entregar, se doar ao outro, assim como diversas outras artes.

Então, venho aqui através das palavras pedir compreensão de vocês para quando eu não conseguir me compartilhar, para quando eu simplesmente não fluir junto das palavras. Porque, em algum momento, eu vou voltar.

Eu não irei abandonar o blog novamente, mas ao mesmo tempo, prometer uma rotina de postagens não tem me feito bem ou feito bem à minha escrita, ainda mais por ela se tratar de algo tão pessoal quanto o que eu coloco aqui. Com o tempo acabei me vendo cada vez menos nos textos e, assim, eles estavam perdendo a qualidade que eu havia me comprometido ao resolver escrever aqui.

Então, aqui lhes deixo uma promessa de aparecer sempre que for certo, sempre que for eu.

Com carinho, e muitas saudades,

C.

Rumores

Quanto você permite que rumores afetem com a sua vida, quem você é, e em como pensa?

Confesso que antes eu me deixava afetar muito, mas com o tempo aprendi a separar as coisas e ver o que eu realmente ia querer levar para a minha vida. Quantas vezes deixamos de conhecer pessoas novas por conta do que ouvimos delas? Não que não devamos ter cuidado, mas por que não lhe dar um voto de confiança, uma chance de mostrar que o que falam está errado?

Isso acontece em diversas situações, como com bandas, livros, filmes e série, em que nos privamos da experiência por conta de um pré julgamento, e assim perdemos a chance de conhecer algo que poderia nos surpreender, mudar nossas vidas.

Atualmente a frase “não julgue um livro pela capa” tem feito cada vez mais sentido. Descobri pessoas incríveis que por conta do que haviam me dito, eu nunca tinha conversado antes. Mudei pensamentos, e eu sinto que mudei para melhor também.

Associo essa mudança principalmente ao fato de que comecei a me ouvir de verdade, parei de deixar tantas influências exteriores dominarem a minha vida, e agora eu comecei a seguir minha intuição, e escutar meu coração.

E poxa, se der errado… deu! Amanhã é um outro dia.

Com carinho,

C.

Aos meus amigos: Obrigada

Três anos atrás, em um dos meus primeiros textos do blog, falei sobre amizades. O quão ingênua eu fui por pensar poder falar com tanta propriedade sobre esse assunto naquela época, onde eu ainda conhecia tão pouco sobre o real significado dessa palavra.

Muitas vezes acabamos confundindo conhecidos e colegas, com amigos. Acabamos usando essa palavra de forma tão imprudente, chamando a todos de amigos, quando na verdade amigos de verdade são tão raros de encontrar.

Amigo é aquele que, quando seu mundo desmorona, te abraça mais forte só pra te lembrar que você não está sozinha, e fica assim até você se sentir segura para voltar a tentar lutar, e nem precisa ser pessoalmente. Amigo é aquela pessoa que comemora contigo pela tua vitória, pois de alguma forma ela acompanhou a sua luta, se sentindo assim não apenas feliz, mas orgulhoso também, mesmo que no fundo ela soubesse que você iria conseguir.

Ter pessoas para festejar é tão fácil, mas quando você cai, seu mundo cai, muitos acabam fugindo, indo embora sem nem ao menos dizer “tchau”, pois essa não é a pessoa que eles gostam, pois isso não é o tipo de “amizade” que eles querem. E assim, você acaba vendo quem é de verdade.

Um verdadeiro amigo vai simplesmente te amar, seja qual for sua versão, seja qual for sua fase. Ele vai estar ali. Um verdadeiro amigo vai te aceitar, vai te apoiar.

A amizade é algo que você sente, que está nas pequenas coisas como cafés e conversas durante muitas horas, ligações quando houver um tempo e por estar com saudades de conversar com a pessoa, mensagens trocadas quando possível já que falar com aquela pessoa deixa tudo mais legal. É contar sonhos estranhos que se teve, ou surtar pelo anúncio de um filme que você estava ansioso. É você compartilhar pequenos momentos do seu dia, e a pessoa compartilhar com você também, pois na amizade verdadeira existe reciprocidade.

Amizade nunca será sobre estar, mas sim sobre ser, ser amigo, ser família, ser refúgio. No fundo, você sabe quem é realmente seu amigo, você sente em seu coração.

Então, não deixe de agradecer ao seu amigo hoje, de lembrá-lo o quanto ele é importante na sua caminhada, e principalmente  quanto você o ama. O quanto você ama tê-lo ali.

Afinal, nossos amigos são a família que escolhemos.

Esse texto eu também deixo como um agradecimento aos meus amigos que tornam meu universo um lugar tão incrível. Eu realmente amo vocês.

E você, já lembrou seu amigo o quão importante ele é pra ti hoje?

Com carinho,

C.

Minha estrela, Meu mundo

Meu passado se tornou um borrão, não possuo nenhuma memória realmente marcante, não até olhar seus olhos pela primeira vez. Foi quando seu olhar focou no meu que senti que meu coração finalmente havia começado a bater de verdade, foi naquele momento que eu descobri meu real motivo de existir.

Você é como o Sol, e eu faço apenas o meu papel de planeta, orbitando ao seu redor, usufruindo da sua luz e da alegria que você trás para o meu mundo. Meu mundo só fez sentido quando você sorriu pra mim, me olhou com seus lindos olhos verdes. Ele só faz sentido porque você está aqui.

A forma que você me mostra como a vida vale a pena, que por mais que o dia seja difícil, cansativo, eu vou chegar em casa e sorrir, pois sei que você estará lá para dizer “te amo, tatinha”.

É quando você diz que se orgulha de mim, que eu me lembro dos motivos de eu lutar tanto, já que tudo o que eu faço é para ver o lindo sorriso nesse seu rostinho, apenas para ter cada dia mais certeza que eu moveria céus por você.

Foi para você minha promessa mais sincera, naquele hospital, quando te peguei no colo, eu lhe prometi todas as coisas mais lindas do mundo, e espero que saiba que sempre que estiver ao meu alcance, é apenas com isso que te presentearei. Também lhe prometi proteção, e te garanto que sempre estarei aqui para quando precisar, enquanto você me deixar ficar.

Mas, minha principal promessa foi lhe dar todo o amor que eu conseguisse, te amar com todo o meu coração, já que eu te dei ele no primeiro segundo que te vi, eu te amei, desde antes de te conhecer realmente.

Você é meu sol, meu grande amor, meus sorrisos ao acordar e meus motivos mais lindos,

Obrigada por ser meu melhor presente, minha melhor parte.

Te amo meu leãozinho.

Com carinho,

C.

Seja Luz

Você é luz, você é forte, você, por mais cansada que esteja não se deixa apagar, e eu me orgulho de te ver crescer cada dia mais como pessoa.

Às vezes a vida se torna difícil, e assim, em diversas ocasiões pensamos em deixarmos nossas luzes se apagarem, mas sempre que eu penso nisso, eu lembro que você mantém a sua brilhando. Claro que em vários dias ela está mais fraca, pois você é um ser humano, e também se cansa, mas você nunca deixa que ela se apague, e assim, eu vejo uma forma de que a minha também permaneça viva e forte.

A sua luz, essa que irradia da sua alma, não ilumina apenas você, mas todos que te rodeiam, todos que te amam e que de alguma forma conseguem entender a sorte que é ter alguém tão incrível em suas vidas. A sua luz, que parece que cresce mais cada ano, por mais que você não veja.

Essa luz também pode cegar, e muitas pessoas não sabem apreciar a alegria que ela pode trazer para suas vidas, pegando algumas de suas brasas e levando embora. Mas de verdade, são essas pessoas que saem perdendo e você jamais deve se deixar apagar por elas.

Você gosta de chamar outras pessoas de sol, mas não consegue ver que você é o sol, o meu sol, a minha luz. Você tem uma visão deturpada de si que acha que de alguma forma necessita de outras coisas para brilhar, mas não vê que você é capaz de incendiar o mundo apenas com um sorriso, aquele mesmo que forma ruguinhas na lateral dos seus olhos e te deixa ainda mais linda.

Então, como diria sua música favorita, da qual você me ensinou amar também “Há uma luz que nunca se apaga”, e essa luz sem dúvidas é você, então, jamais se deixe apagar e continue iluminando o mundo com o seu jeito único.

Te amo na mesma proporção de como eu amo livros e café.

Com carinho,

C.

Alguém Especial

Existem certos momentos nas nossas vidas, que necessitamos que novas pessoas entrem em nosso convívio para de alguma forma tudo aquilo que vivemos faça algum sentido.

Isso aconteceu diversas vezes comigo, mas raramente essas pessoas que chegam nesses momentos tão essenciais, ficam além deles e quando percebemos o quão especiais essas pessoas são, já é tarde demais.

São essas amizades que trazem a chance de vivermos algo novo, nos mostram uma forma de viver, algo que podíamos ter feito, mas jamais pensamos antes, são elas que mostram uma nova forma de ver o mundo. E o mais engraçado que normalmente, só reparamos que era exatamente daquela visão que precisávamos, mas principalmente, daquela pessoa ali com a gente.

Mas, como dito antes, elas na maioria das vezes cumprem seu papel e vão embora, mas isso não precisa dizer necessariamente que acabou, já que em algum momento, se for para ser, vocês vão se reencontrar, e acredite, será muito melhor do que da primeira vez;

Porque com o tempo, nós mudamos, e as outras pessoas também, então quando se encontrarem novamente, será uma mistura da nostalgia do que já viveram com a chance de se conhecerem novamente, com uma bagagem extra de novas histórias, e muitas outras coisas das quais podem compartilhar.

Aquela pessoa que esteve em momentos tão importantes do seu crescimento, e agora está aqui apoiando seu amadurecimento, é ela quem vai estar ali, mesmo quando você não puder ver, ela estará te esperando de braços abertos.

Pois você também se tornou importante para elas.

Obrigada à todas as pessoas que ficaram, ou voltaram para minha vida apesar das tempestades, vocês possuem um lugar gigante em meu coração.

E você, já agradeceu a presença de alguém especial na sua vida hoje?

Com carinho,

C.

O quão necessária é a solidão?

Você já reparou que muitas vezes a paz se encontra naquilo que mais evitamos? Ela se encontra no exato momento em que nos encontramos sozinhos.

Quantas vezes consegui resolver dilemas, ou até mesmo colocar meus pensamentos em ordem apenas quando estamos apenas eu, meu caderno e um grande copo de café.

Foi exatamente nessa solidão que surgiram meus primeiros textos, meus maiores desabafos que inicialmente eram apenas para que algum dia eu pudesse ver pelo o que passei e o que senti. Mas que logo, juntando tudo, formaram esse espaço que compartilhamos.

Na maioria das vezes, o que mais nos aflige poderia ser resolvido com apenas um tempo apenas nosso, desfrutando do que deveria ser nossa melhor companhia.

Não serei hipócrita ao ponto de dizer que gosto de ficar sozinha. Na verdade isso é uma das coisas que mais tento evitar, mas ao mesmo tempo, foi assim que aprendi que isso muitas vezes é necessário, principalmente para meu amadurecimento.

Com passar do tempo, compreendi que minha companhia favorita, deveria ser eu. Seja para ouvir uma música, assistir um filme, ou ler um livro. A solidão existirá apenas enquanto eu deixar.

E você, como lida com a sua solidão?

Com carinho,

C.

Experiências

Confesso que eu não fazia a mínima ideia do que escrever para hoje, mas vivi uma experiência tão incrível neste domingo que gostaria muito de compartilhar com vocês.

Vocês já pensaram em algum dia conhecer alguém que admirasse tanto? Que servisse como um exemplo para algo em sua vida? Então, hoje eu tive a oportunidade de conhecer minha autora favorita.

A Carina Rissi me mostrou que às vezes, possuímos preconceitos sem nem ao menos saber. Eu sempre “julguei” livros brasileiros, nunca realmente procurei para ler, sempre acreditando que os estrangeiros seriam melhores, mas Perdida mudou minha mente. Me mostrando que autores brasileiros atuais são incríveis também, e que tudo o que você precisa fazer é dar uma chance.

Sabe quando algo te cativa nos primeiros segundos? Fui assim com o livro, sempre querendo ler mais e mais, se tornou até viciante. Me apaixonar pelo Ian era inevitável, e ter um gostinho que como ele seria hoje, foi mágico.

Desde o momento em que eu a vi subir no palco, soube que aquele momento seria especial, sua palavras para mim, poder trocar nem que fossem poucas palavras com aquela que me inspirou a não desistir da escrita, tudo isso foi único.

Esse momento, sem dúvidas nenhuma entrou para a lista de dias especiais, e poder compartilhar ele com alguém que queria ver a minha felicidade, que sorria quando eu sorria o tornou ainda mais mágico. (obrigada pessoa que foi comigo e não me deixou morrer de tédio nas 6 horas de espera.)

No final, eu soube que todo o cansaço, toda a fome, tudo que aconteceu hoje valia à pena, pois eu estava passando por uma experiência única e mágica ali, então devia aproveitar cada segundo.

Então, não percam oportunidades de mostrar aqueles que vocês admiram o quão especiais eles são para vocês, porque o retorno disso tudo, é uma sensação indescritível.

Com carinho,

C.

(re)Apaixone-se

Sabe aquela coisa que te cativou quando era mais novo? Aquilo que prendeu sua atenção por completo, e lhe trouxe sensações inexplicáveis? Então, você tentou refazer isso atualmente, depois de tanto tempo?

Já tem oito anos que li Crepúsculo pela primeira vez, depois, nunca mais me permitindo reler novamente.

Mas agora, depois desse tempo todo eu decidi reler, e percebi muitas diferenças da garota que leu com 12 anos, para a que leu com quase 20. Crepúsculo foi o primeiro livro que eu realmente li sozinha, então ele me marcou muito. Ele foi o primeiro refúgio que conheci, o meu primeiro cantinho.

Acho que nunca irei esquecer de quando ganhei os livros, da imensa alegria que eu senti, mesmo sem saber que aquele era apenas o começo de um dos meus amores, a leitura.

Durante muito tempo, meus melhores amigos foram aqueles personagens, minha casa foi Forks, e reler isso nesse momento, foi como voltar a viver tudo isso, matando uma saudade que eu nem sequer sabia que existia.

Enquanto relia, eu me sentia com 12 anos novamente, como se tudo aquilo pudesse realmente ser possível, e isso me trouxe uma alegria tão grande que tive que me conter diversas vezes para não dar gritinhos com cenas que eu sabia que iam acontecer, mas não me lembrava do quão incrível elas eram.

Mas ao mesmo tempo, quem lia não era a mesma Cecilia de 8 anos atrás, era praticamente uma outra pessoa, que já havia vivido outras experiências e de certa forma o livro acabou mexendo de uma outra forma, já que agora ela realmente conseguia se ver, e até identificar algumas vivências com aqueles personagens.

Foi tão bom sentir coisas tão parecidas, mas ao mesmo tempo tão iguais, que eu descobri uma nova forma de sorrir, ou de nunca deixar que aquela garota, que se apaixonou por livros através da história de uma humana e um vampiro morresse dentro de mim,

Eu sou completamente grata por Crepúsculo ter feito parte da minha vida, e principalmente por ter me ajudado tanto a me tornar a pessoa que está aqui hoje, lhe escrevendo esse texto.

Você já se deixou (re)apaixonar hoje? Seja por um filme, uma música, uma série, ou até mesmo um livro.

Tente, pois te garanto que vale muito à pena.

Com carinho,

C.

Quem sou eu?

“Quem sou eu, quando eu não me conheço?”

Essa frase é de uma música que eu tenho ouvido bastante ultimamente, e ela começou a me fazer pensar sobre isso.

Como se sabe para onde quer ir, quando você nem ao menos se conhece realmente, se você não sabe quem é?

Quando vamos para um lugar desconhecido, e nem ao menos sabemos onde queremos chegar, existe uma grande chance de que apenas andamos em círculos, sem nunca chegar a lugar nenhum.

Quando não se conhece, se aceita qualquer coisa, pois não se sabe o que quer, e com o tempo você acaba se tornando invisível de certa forma.

Então, antes de sair de casa, tente se conhecer um pouco mais, tente se entender verdadeiramente para assim não terminar sempre no mesmo lugar.

Às vezes precisamos de um tempo tentando nos entender, ter um encontro com a gente, para que possamos nos conhecer de verdade, olhar no espelho e realmente ter certeza do que gostamos, ou de onde queremos ir.

Porque, afinal, se a gente não se conhecer, quem vai?

Temos que ser nossos próprios amores, nossos próprios melhores amigos, para aí sim podermos de alguma forma nos apresentarmos e deixarmos que outras pessoas nos conheçam.

Você se conhece?

Com carinho,

C.

Terra do Nunca

Eu cresci ouvindo a história do Peter Pan, mas agora, lendo ela depois de tantos anos, eu comecei a vê-la de uma forma diferente, de um jeito mais profundo.

Eu vejo a Terra do Nunca como o lugar para onde fugimos quando crianças, ou quando simplesmente estamos com medo do mundo lá fora, mas conforme vamos crescendo paramos de acreditar e temos que começar a enfrentar.

Mas e se lá não fosse o lugar para onde NÓS fugimos, mas sim os nossos sonhos, aqueles que sempre guardamos apenas para a gente e quando desistimos deles, eles se tornam cada vez mais distantes, se tornando Meninos Perdidos, que esquecemos na Terra do Nunca.

Enquanto isso, nós crescemos e nos tornamos o Capitão Gancho, que sempre persegue os meninos, ou apenas vive frustrado pelo simples fato de ter desistido de tudo.

Às vezes conhecemos Wendys, que permitimos que conheçam nossa Terra do Nunca, mas como ela vai sendo esquecida cada vez mais rápido, eles dificilmente ficam por muito tempo e acabam criando seus próprios refúgios.

As Sininhos seriam nossas emoções, e como de alguma forma elas sempre tentam nos proteger de nós mesmos. Elas são como as armaduras que criamos e permitimos apenas que poucos habitantes da Terra do Nunca se aproximem.

E, por fim, o tão amado Peter Pan. Ele seria aquela criança que de alguma forma sempre manteremos vivas dentro de nossos corações, que sabemos que enquanto ela existir ali, nunca estaremos sozinhas.

Eu vejo as histórias que o Peter vive na Terra do Nunca como a vida. Quando nós simplesmente temos de deixar nossos pais, nossa casa, para trás para viver nossos sonhos. Para podermos voar com as nossas próprias asas, por mais que muitas vezes acabamos caindo.

Mas percebemos um dia que nunca iremos realmente deixar a Terra do Nunca, porque sempre que olharmos para as estrelas, ela estará lá.

Com carinho,

C.

Você vive, ou apenas sobrevive?

Você tem vivido sua vida como gostaria? Você tem feito o que ama?

A vida é algo tão frágil, e que simplesmente por acabar de uma hora para outra. Você não sabe. E com o que você tem gastado todo esse tempo tão precioso?

Desde pequenos crescemos ouvindo que devemos trabalhar, para termos um futuro, construir uma família. Seja o que for, é sempre trabalhar para uma visão muito lá na frente, muitas das vezes nem ao menos se importando se esse trabalho só te traz insatisfação e tristeza.

Mas para que você se mata tanto no trabalho? Juntar tanto dinheiro se nem ao menos sabe até quando será o seu futuro?

Você não deve trabalhar pensando no futuro, e sim pensando em aproveitar o que o seu trabalho te trás agora, enquanto você está aqui, enquanto você pode aproveitar isso.

A vida é curta demais para se fazer o que não ama, para passar tempo com quem não te faz bem, para não sentir o amor, para não sorrir todos os dias, e sim poder terminar o dia falando “Hoje realmente valeu a pena.”.

O nosso maior problema é nos preocuparmos tanto com o futuro, e simplesmente esquecemos de ver o presente. É passar tanto tempo longe de casa, que quando vemos nossas crianças já cresceram, e nem ao menos percebemos.

Se, por um acaso, você partisse hoje, sua vida teria valido a pena?

Devemos começar a viver como se cada dia fosse o último, e aproveitar o máximo possível dele. Porque ele pode ser o último, e você pode ter perdido algo incrível pela pressa do futuro.

Trabalhe com o que ama, leia o que ama, fique apenas com quem ama, ame a vida e todos ao seu redor.

Pare de desperdiçar tanto tempo com coisas que não te trazem felicidade e, principalmente, pare de se preocupar tanto com o final, se o que você deve aproveitar mesmo é o caminho. Porque é nele que está a graça de tudo.

Pelo que você trabalha tanto?

Com carinho,

C.

Super Saiyajin

Eu não me lembro de qual foi o primeiro sorriso que você me arrancou, mas tenho certeza que foi por um motivo bem bobo, assim como você. Porém todas as minhas lembranças contigo são repletas de cuidados, risadas, cumplicidade e principalmente brincadeiras.

Você sempre foi o meu melhor amigo, ou como eu dizia quando pequena “Meu brinquedo favorito”, porque se estamos juntos, não existe quem consiga nos fazer parar (a não ser o castigo da mãe de ficar sem Dragon Ball).

Eu vejo em ti, alguém que cuida de mim não apenas nos momentos em que eu preciso, mas sim pequenos cuidados, como me esperar na rua quando chego da faculdade, ou apenas ouvir meus sonhos, e me ajudar a transformá-los em planos.

Você sempre foi o primeiro pra quem eu corri quando precisava de um conselho, ou até mesmo quando faço alguma burrada e não tenho ideia de como consertar. Assim como você também é o primeiro para quem eu simplesmente quero contar uma conquista, por menor que seja, pois eu sei que mesmo sem falar, você está orgulhoso.

Obrigada por ser o Sol da família que onde chega ilumina tudo (já que tu é barulhento demais).

Você foi o meu primeiro herói (pode escolher entre alguém da LJ ou do DBZ). Você foi quem me apresentou a maravilha que é assistir desenhos, ou ficar acordado de madrugada fazendo nada.

Você foi quem deitou comigo quando te liguei dizendo que tive um pesadelo, e quem esteve ali, sempre e em qualquer momento para mim, não importa o quão idiota eu tivesse sido.

Você é o meu maior exemplo, a pessoa por quem eu procuraria as esferas do dragão. A pessoa que não luta as minhas batalhas, mas me ajuda a fazer as estratégias e me incentiva a vencê-las (Run, Barry, Run).

Você é meu Vegeta Deus Super Saiyajin, e por mais que muitos não gostem dele, eu o amo, assim como amo você infinito vezes mil.

Com carinho,

C.

Se você está lendo isso neste momento existe um motivo!

O que te trouxe até aqui hoje?

Você poderia me dizer tudo o que passou para estar aqui neste momento?

É basicamente sobre isso que fala a Teoria do Caos, ou Efeito Borboleta. Onde se diz que algum evento qualquer que aconteceu em algum momento da sua vida, foi o motivo de você estar onde você está com as pessoas que estão ao seu redor. Se as coisas acontecem, é porque elas deviam acontecer, e tudo pode afetar o futuro, como um simples bater de asas de uma borboleta afeta os ventos em algum canto do mundo.

Você já pensou em como chegou onde está, o que aconteceu para o agora estar acontecendo?

Essa é uma das minhas teorias favoritas, principalmente pelo fato de saber que tudo aconteceu por alguma coisa, algo que muitas vezes nem ao menos lembramos.

Quanto mais eu leio sobre ela, mais eu percebo o quanto isso é real, como muitas pessoas tiveram de ir embora para que outras chegassem, assim como muitas tiveram de chegar para outras irem embora.

Eu acredito que tudo acontece no exato momento que devia acontecer, que o meu futuro se transforma quando ele deve. Que as pessoas que foram, só foram porque naquele momento elas deveriam ir, e as que voltaram, vieram no exato momento que eu poderia dar-lhes todo o amor e carinho que seria capaz neste momento.

Muitas vezes culpamos o universo por algo de ruim ter nos acontecido, sem que percebamos que essas pequenas interrupções do destino sejam exatamente o que precisamos para cumprimos o nosso destino.

Como por exemplo você não passar em uma faculdade com a qual tanto sonhou, se você passar no semestre seguinte estará em uma sala com outras pessoas, estará em um outro momento e viverá experiências que dificilmente viveria no semestre anterior, que podem definir de alguma forma a pessoa que você será daqui para frente, e tudo isso foi por causa daquela prova pela qual você não passou.

Então pare de se culpar tanto, pare de xingar tanto o destino e a “Lei de Murphy”, porque se você não passou na prova, é sim o motivo de algo maior acontecer lá na frente,algo que seria o certo de acontecer.

Tudo isso pode ter sido pelo bater das asas de uma borboleta e você não teria controle sobre isso.

Aceite os sinais do universo, e ao invés de se remoer pelo que não aconteceu, acredite e lute para que algo novo aconteça, algo melhor.

Com carinho,

C.

Ela

Os lábios dela tinham um sabor único de café

Algo que pertencia apenas a ela, mas era tão dele

A bebida que passou a pertencer aos dois, era a única coisa que tinham em comum, mas que também era dela

Ele passou a não se importar mais se a bebida seria quente ou gelada, já que estar ao lado dela já aquecia seu coração.

Tudo o que fazia parte dela, viciava ele

Como o café que estava nos lábios dela

Como os lábios dela

E por mais que ela não se importasse em ser dele

Ele era dela

E com o tempo se tornou parte dela

Assim como o gosto único que marcava seus lábios.

Com carinho;

C.

Sonhos

Você provavelmente já teve um sonho! Algo que parecia impossível aos olhos dos outros, mas que para você, de alguma forma, fazia sentido.

Você provavelmente já quis viver um sonho, algo que não conseguiu realizar, e acabou deixando de lado.

A questão é, você deixou por você, ou pelos outros? Muitas vezes, para vivermos em sociedade, temos de abdicar de desejos, manias e principalmente sonhos, já que vivemos em um mundo movido pelo dinheiro. Mas o que você perdeu, foi compensado de alguma forma? Valeu realmente a pena?

Eu já desisti de sonhos. Por mais que seja nova, já perdi as esperanças muitas vezes, e pensei em desistir de inúmeras atividades das quais eu gostava, por achar que não me encaixava ali, ou que aquilo não me levaria a lugar nenhum. E, bem, eu não faço mais isso. Por nada, nem por ninguém.

Ninguém pode destruir seus sonhos além de você, e você não deve dar esse direito para ninguém também.

Meu sonho atual, pode ser bobinho para muitos, mas é o que me faz continuar, o que me faz levantar em um domingo de manhã e ir fazer trabalhos da faculdade, por saber que sem aquilo, dificilmente o realizarei. Já ouvi diversas vezes que ele é coisa de adolescente, mas ele é meu, e por ser meu, ninguém irá tirá-lo de mim novamente.

O que não é importante para os outros, pode ser o que há de mais importante para você. E o que muitas vezes te dizem para “te proteger”, pode te destruir aos poucos, já que ninguém além de nós sabe o que realmente vai nos fazer felizes.

Não desista! Por mais que não tenha apoio, continue, sonhe, viva ele, lute. Você merece que ele se realize, e ele vai.

Pode contar com o meu apoio.

Com carinho;

C.

E Acabou

O que esse ano fez por você? Ou melhor, o que você fez por esse ano?

O ano acabou, hoje é a reta final dele, a sua última chance de ter feito esses 365 dias terem valido à pena.

Irei falar um pouco do meu ano aqui.

Acho que esse foi sem sombras de dúvidas o ano no qual eu mais chorei, no qual eu mais senti uma dor que nunca imaginei que poderia sentir antes, nesse ano, eu aprendi o porque de valorizar tanto os bons momentos.

Mas esse ano eu também tive a chance de me dar segundas chances, também pude me permitir reviver coisas novas, e até mesmo tirar sonhos antigos do fundo da gaveta.

Neste ano conheci pessoas maravilhosas, que me ajudaram a ver o mundo de outra forma, pessoas das quais conquistaram um pedacinho no meu coração e que jamais serão esquecidas.

Neste ano voltaram pessoas para a minha vida, pessoas das quais durante muito tempo não percebi a falta que elas faziam. Pessoas que fizeram o meu ano muito mais especial.

Neste ano também fortaleci ainda mais, lanços únicos, dos quais sei que não quero deixa-los ir tão cedo, já que são esses laços que me ajudam a construir quem sou eu.

Também tive de deixar pessoas partirem, e acho que isso foi o mais difícil, perceber que aquilo não teria mais jeito, e estava indo por um caminho cada vez pior, então tudo tem o seu fim.

Mas principalmente esse ano me permiti reviver esse sonho, esse blog, essa minha esperança de quem sabe um dia ter um livro com o meu nome publicado. E acho que isso foi o mais especial e o que tornou esse o meu melhor ano, as minhas decisões, das quais não me arrependo de nenhuma, já que todas me fizeram chegar aqui onde estou.

Então, nesse novo ano que se aproxima, lhe desejo prosperidade, apesar de isso depender apenas de você, mas lhe desejo do fundo de meu coração que se dêem segundas chances, que se reinventem e possam fazer planos com os seus maiores sonhos. Eu acredito que você pode realiza-los, acredito em você.

Então um feliz ano novo.

Com Carinho;

C.

A Magia do Natal

O que o Natal significa para você?

Os mais religiosos dirão que é o nascimento de Jesus, há também quem não acredite nisso e participe da festa apenas para comer, mas o principal, o que é a verdadeira essência do Natal é o que todos esquecem.

O Natal é a data onde você deve passar com quem você ama, onde você festeja a alegria com quem te trouxe alegria durante todo o ano. E nessa data, o importante é isso, não se obrigar a passar alegria com quem você apenas vê neste dia e não fala o resto dos 364 dias.

Se obrigar a passar com pessoas apenas por dividirem o mesmo sangue é o que tem acabado com a magia e o verdadeiro significado do Natal, já que quando nos obrigamos a isso, deixamos de lado nossas verdadeiras famílias. Seja ela a que divide o sangue, seus bichinhos ou até mesmo seu grupo de amigos.

Se foram eles que transformaram o seu ano mais alegre,  são eles que merecem estar ao seu lado para celebrarem alegria.

Se todos pudéssemos compartilhar alegrias com quem nos trouxe sorrisos, nossos Natais nunca perderão a verdadeira magia e significado.

Porque eu aprendi que o Natal é cheio de luzes, de amor, carinho, risadas, histórias e brincadeiras.

Eu tenho a sorte de dizer que sou grata por poder passar o Natal com o meus entes queridos, até mesmo os que eu sinto apenas em meu coração. Enquanto eu puder compartilhar felicidade, tudo sempre valerá à pena.

Eu te desejo não um feliz Natal, porém um ano cheio de novas alegrias, uma noite mágica como aprendemos desde crianças.

Nunca deixe a magia morrer dentro de você.

Com Carinho;

C.

O Recomeço

Começou a chover, levantei da minha cama e abri a janela, respirando fundo. O cheiro fresco da chuva me acalmou, acalmou todos esses demônios que têm me perturbado.

Justamente hoje, que resolvi seguir o conselho de um amigo e me colocar em ordem, começou a chover. Coisa que não acontecia há algum tempo já.

Essa chuva me lembrou o que minha melhor amiga costuma dizer, que a chuva é como um recomeço, e como um sinal, ela apareceu hoje para mim.

Cheguei à conclusão que preciso recomeçar, voltar do zero e me encontrar novamente, encontrar o que eu perdi nesse caminho que percorri sem rumo.

Assim como a chuva que chegou hoje, eu vou recomeçar. Vou conseguir ser como essa gota que escorre pela janela, apenas irei viver sem me importar onde irei parar, ou por quais obstáculos terei de passar.

Assim como um trovão, não irei mais me conter em relação aos meus sentimentos. Eu apenas acabo me sufocando.

Eu preciso aprender a me libertar dos outros, ao qual não me acrescentam nada, mas continuo me importando com suas opiniões. Eu preciso aprender a me bastar, coisa da qual nunca consegui antes.

Hoje, enquanto chovia lá fora, eu chovia aqui dentro. Derramei minhas últimas gotas, que estavam tão pesadas, e consegui me libertar.

Encontrei novamente o que sempre me moveu, e achei minha inspiração novamente, agora voltando a me sentir completa.

A chuva hoje conseguiu me libertar do meu verão falso, ao qual eu finjo estar tudo bem e ensolarado, quando na verdade estou caindo como o outono.

Com carinho;

C.

Mudanças

Você já pensou em quem seria a mudança da sua vida? Muitas vezes é quem menos se espera, ou até mesmo aquela imagem na frente do espelho.

Às vezes precisamos de alguém que nos mostre que temos de agir de forma diferente, viver de outro jeito, ou que devemos tentar coisas novas. Muitas vezes aparecem pessoas para nos mostrar como não devemos agir.

Tudo isso é um aprendizado, tudo isso deve ser guardado, e você sempre deve tentar tirar algo de tudo o que viver. Seja ela a pior das experiências, leve uma lição, nem que seja que ela não deve se repetir.

Porque mudanças devem ser constantes. Mude o seu cabelo, sua cor favorita. MUDE. Isso é difícil, mas é revigorante. Quando você muda algo em si, o mundo muda com você, e ele pode te surpreender.

No meu caso, eu mudei a cor de cabelo (tantas vezes que perdi as contas), mudei o corte. O mais marcante, coloquei um piercing, e cada fase foi marcada por uma mudança, e a cada mudança eu vejo uma nova parte minha nascendo.

Sempre tente mudar, isso não é feio. Mude de opinião, de estilo, de pessoas em quem confiar, de quem decidir amar.

Se arrisque, sorria para o mundo, e o dê uma chance de te apresentar algo novo, algo único.

E acima de tudo, sempre tente mudar algo para melhor na vida das pessoas ao seu redor, traga uma piada nova, um sorriso diferente, ou apenas um abraço acolhedor.

Porque o mundo gira, a vida continua e é nossa obrigação seguir com isso, mudando o dia de alguém, mudando o mundo da nossa forma.

Com carinho.

C.

Onde Você Pertence?

Você já se perguntou onde pertence? Ou se pertencem a algum lugar?

Essa é uma pergunta que eu me faço diariamente, se algum dia vou achar um lugar onde eu sinta “Achei, aqui que devo ficar”.

Mas a procura por esse lugar acaba sendo muito emocionante, já que eu conheço lugares novos, de outras pessoas, e como todo viajante, me encanto e levo uma lembrança para o meu lugar.

Não posso dizer que não conheci novos lugares, já que até em seus mundos, as pessoas já me deram o prazer de entrar, aprender um pouco sobre seus costumes, e poder voltar.

Cada um pertence há um lugar, um mundo exclusivamente seu, e visitamos uns aos outros, mas nossos mundos são formados por quem somos, pelo que construímos por dentro, e não precisamos de ninguém além de nós para habitar esses mundos (por mais que visitas sempre sejam bem vindas).

Muitos dos mundos possuem uma ponte para o das pessoas mais próximas, e por mais que essas pontes foram interditadas durante um tempo, elas dificilmente quebram, já que quando se visita um lugar, você sempre guarda um pouco dele consigo.

Eu sou feliz por compartilhar meu mundo com pessoas incríveis, que leem essas “besteiras” que eu escrevo. Isso que eu faço, é uma ponte para vocês conhecerem um pouco desse meu mundo muitas vezes caótico, mas sempre colorido.

Lembre-se sempre, casa não é onde você está, e sim com quem você compartilha o momento, por isso esteja sempre rodeado de pessoas felizes, que possam agregar e construir coisas boas no seu mundo, pois o que eles construírem ficará lá, e o que quebrarem também. Porque esse mundo é o seu lugar, onde você pertence.

Vocês me deixariam conhecer um pouco sobre o mundo de vocês?

Com carinho.

C.

O que é amor para você?

Amor é uma palavra tão pequena, para um significado tão grande. Essa palavra que se tornou de uso contínuo, perdeu o significado com o tempo, já que muitas vezes dizemos sem o sentimento nem ao menos existir.

Outras vezes, usamos e nos arrependemos, ou então usamos, sem que devêssemos usar, por mais que na época parecesse certo.

O amor pode existir em qualquer lugar. Pode ser pelo seu bichinho, ou até mesmo por um ídolo. Sim, isso é amor. Porque amor é sentimento, amor é uma felicidade extrema por saber que aquela pessoa existe. Amor é uma forma de viver.

Eu amo, amo todos os dias, amo diferentes coisas/pessoas, e amanhã, sei que posso não amar mais, porque o amor também é algo mutável.

Juras de amor, são reais, mas assim como qualquer outra coisa, são sujeitas a mudança, e mudanças reais, necessárias.

O amor é isso, essa confusão de histórias, de sorrisos, de lágrimas, mas principalmente esse sentimento de poder fazer qualquer coisa pela pessoa, esse sentimento de paz em pensar estar perto dela novamente. O amor é tudo isso, muito mais que uma palavra, muito mais que um sentimento, muito maior que qualquer outra coisa que você terá a chance de presenciar.

Amor é muito maior do que tudo isso o que eu disse aqui, pois amor é único para cada um.

O que você ama?

Com carinho.

C.

Barquinho de Papel

“Por que acorda todos os dias às 6 AM apenas para correr?” Todos sempre me questionavam.

Não era como se eu esperasse que os outros entendessem a paz que eu sentia, cada vez que me via correndo sozinho no parque. Aqueles momentos, quando eu sentia meus pulmões arderem, era o que mantinha o sentimento de vida, era aquilo que me mantinha no lugar.

Parei embaixo de uma grande árvore e respirei fundo, me dirigindo até um banco meio acabado que estava ali. Ao sentar no banco pude ver uma pequena dobradura, muito simples e até infantil. Em minhas mãos estava um pequeno barco de papel azul claro, com duas iniciais em seu topo.

Senti que aquela dobradura era importante para alguém, então guardei com cuidado para amassar o mínimo possível.

O clima naquela manhã era pesado, com o sol coberto pelas nuvens, deixando a cidade triste, ainda mais cinza que o comum. Normalmente eu odiava manhãs como aquela, que me faziam lembrar do quão incolor era minha vida esses tempos, mas agora, eu me via em dias como aquele.

Olhei para o relógio de meu celular e percebi que já estava tarde, supondo que iria me atrasar para o trabalho.

Fui para casa e coloquei o barco de papel na cabeceira da cama, suspirando e indo tomar banho. Ao sair do chuveiro me enrolei no banheiro, cansado de tudo pelo qual estava me consumindo atualmente.

Toda essa confusão de sentimentos mexiam com minha cabeça. Toda essa mistura de ódio, amor, saudade e solidão faziam com que eu sentisse como se estivesse me afogando, e ninguém nunca pudesse me salvar.

Ao pensar no barco me senti levemente mais seguro, como se aquilo pudesse me ajudar, mesmo que isso fosse apenas uma ilusão e eu soubesse disso.

Me dirigi até o quarto e encarei a dobradura enquanto terminava de me arrumar. Não conseguia parar de pensar nele, no que ele significava e no motivo de ele ter ido parar em minha vida.

Peguei minhas chaves e o barco, indo para o estúdio viver apenas mais um dia comum, como todos os outros desde que tudo aconteceu. Depois daquele dia eu perdi a paixão pela vida, eu perdi o amor pela música. Eu apenas deixei que a maré me levasse dia após dia, desde que ela se foi.

Ando por Seul, podia notar pessoas tristes, ou pessoas que apenas corriam por suas vidas, ninguém realmente me notava, ninguém nunca se olhava por mais de cinco segundos. Éramos apenas um emaranhado de pessoas que corriam de um lado para o outro.

Até que olhei em uma cafeteria rapidamente, mas algo me chamou a atenção. Uma figura pequena sair apressada do local. Pude notar apenas alguns fios coloridos por de baixo de sua touca, mas o que realmente atraiu meu olhar foi um barco, uma dobradura igual à que estava na minha mão nesse instante, e esse barco estava na cadeira de onde a garota havia acabado de levantar.

 

“Sei
Que o amor é fácil de afogar
E se você tem um barco
Maior chance de se salvar”

 

Com carinho.

C.